Documentaristas brasileiros terão, em Gramado, uma nova janela de exibição. A partir deste ano, o Festival passa a contar com uma mostra competitiva dedicada especialmente ao gênero. Serão cinco filmes selecionados que concorrerão ao Kikito de Melhor Filme de Longa-Metragem Documental.

Os longas documentais, assim como os longas brasileiros e estrangeiros, serão selecionados pela equipe curatorial do Festival, composta pelo crítico de cinema e professor universitário Marcos Santuario, pela atriz e cantora argentina Soledad Villamil e pela atriz, roteirista e cineasta Dira Paes.

Rosa Helena Volk, presidente da Gramadotur, autarquia municipal responsável pelos eventos da cidade, e secretária de Turismo de Gramado, relembra a trajetória do gênero em cinquenta anos de história: “Gramado é um festival muito plural. Temos um longo relacionamento com o gênero documental que, dentre muitos capítulos, podemos relembrar o clássico Ilha das Flores, de Jorge Furtado, Uma Longa Viagem, de Lúcia Murat, até filmes mais recentes, como Cavalo de Santo, de Mirian Fichtner e Carlos Caramez, exibido na última edição”.

Os selecionados terão uma janela de exibição diferenciada: os cinco filmes serão veiculados pelo Canal Brasil, dentro da programação do Festival de Gramado, e disponibilizados no Globoplay durante o evento. Escolhido pelo júri, o vencedor será, ainda, exibido no Palácio dos Festivais como filme de encerramento da edição

Deixe seu Comentário