Google Play Store vai perder seção dedicada a filmes

 

 

 

A seção "Filmes e programas" da Google Play Store deve ser desativada em definitivo em breve. Mas isso não é um adeus de verdade, afinal as compras e locações poderão ser feitas por intermédio do aplicativo Google TV. Essa mudança deve centralizar o acesso pelo usuário em um local pensado para entregar conteúdo de vídeo e áudio.

·         Android TV x Google TV: quais as diferenças entre os dois sistemas?

·         Android TV é o sistema que mais cresce em TVs, mas mercado ainda é pequeno

O antigo aplicativo Google Play Filmes, que nada mais é do que um atalho para a guia na loja do Google, também deve sumir dos dispositivos a partir de maio de 2022. Quando isso ocorrer, será preciso utilizar o Google TV não somente para comprar ou alugar, mas também para assistir às mídias adquiridas.

Segundo a criadora do Android, a migração não afetará biblioteca, lista de desejos e conteúdos já existentes. Isso também vale para os cartões de crédito cadastrados, solicitações de reembolso, cupons e presentes do Google Play. Todas as configurações de compartilhamento familiar devem ser mantidas na Google TV, portanto seus filhos continuarão seguros.

Diferentemente dos recursos simples de vitrine e player de vídeo do Play Filmes, o Google TV fornece recomendações de conteúdo, filmes em alta e links diretos para os serviços de streaming. Embora venha pré-instalado na maioria dos Androids recentes, algumas localidades não o possuem liberado ainda: Brasil, Aruba, Nova Zelândia, África do Sul e Coreia do Sul.

O Brasil tem televisores com suporte oficial ao Google TV, mas não possui o aplicativo para telefones celulares e tablets. O software chegou integrado em modelos de televisores da TCL, que já tinham suporte à Android TV, em outubro do ano passado.

Qual o futuro da Google TV?

Como o comunicado foi bastante curto, não está claro qual abordagem a companhia vai adotar nestes países sem suporte ao Google TV. Estaria nos planos expandir o app para tais localidades ou manter o Play Filmes por enquanto?

Também não se sabe se a versão web da seção dará adeus ou se a mudança afeta apenas o aplicativo da Play Store. Hoje, falta um cliente do Google TV para iOS, portanto a empresa perderia os usuários de iPhone e iPad.

 

Uma das vantagens do Google TV é o suporte a televisores com o sistema Android instalados de fábrica e a integração com o Chromecast. Dá até para usar o app como um controle remoto para realizar as principais tarefas nesses dispositivos.

Se somar esses fatos com a mudança do Play Music para o YouTube Music, pode ser bem confuso para o usuário entender essa reformulação. Tudo isso ainda é um mistério e talvez só se saiba algo nos próximos dois meses.

Fonte: Canaltech


Deixe seu Comentário